O TIME DA NAYARA FOI CAMPEÃO. FIM. E assim como o título demorou, o post dos TROFÉUS INDIVIDUAIS da edição 2016 também demorou um pouco, mas saiu. Antes tarde do que nunca, os merecidos “outros troféu” para quem jogou em 2016.

– Troféu Adriano de jogadora mais alcoolizada
O troféu disputado GOLE A GOLE toda edição foi vencido por votação por duas jogadoras. Parabéns Sara e Renata Furacão pelo Troféu Adriano da VI Copa Lily Parr

– Troféu Vampeta de jogadora mais zueira
Por votação unanime, Sara e Tiozo são as vencedoras do Troféu Vampeta de Mais Zuera nessa edição!

Troféu Marcelo de gol contra
O único gol contra que se teve notícia, foi o da Mayra, contra o Toloca, que enganou a goleira e foi pro gol. Então parabéns, Mayra. E fora Mayra.

– Troféu Podolski de jogadora mais carisma
Esse troféu dividiu opiniões com muitos votos, então a TRIFA distribuiu entre todas as citadas: parabéns L
arica, Nayara Perone, Fernanda Rangel, Tamiris Cunha e Domênica

– Troféu Romário de artilheira
Outro troféu muito esperado e foi vencido pela maior artilheira de todos os tempos da Trifon. Com 9 gols marcados na sexta copa Lily Par, Bahia, do Paris Saint Germona, venceu o Troféu Romário de artilheira. Parabéns. Menção honrosa para Aline, do Toloca e Thai, do Deportivo Foracuña por seus 5 gols marcados cada.

– Troféu Túlio de gol mais humilhante
Não tivemos gols humilhante nessa edição.

– Troféu Valdívia de mais lesionada
Karina, do Biirrlminghan que levou bolada na cara e ainda jogou com o braço machucado,  Talissa do Carreta Furacão que ralou a bunda jogando e Carol do Paris Saint Germona que desmaiou com bolada são as vencedoras desse troféu.

– Troféu Pirlo de melhor gol de bola parada
Foram 4 gols de bola parada, 4 golaços de falta e um título na conta: Aline, do Toloca, é a vencedora desse troféu!

– Troféu Laudrup de melhor dupla
Jogando, Meire e Aline e Nayara Souza fizeram um baita trio e merecem menção nesse troféu. E na zuera, Sara e Tiozo do Carreta Furacão foram sensacionais. Parabéns para as duplas (e trios).

– Troféu Jô de jogadora baladeira
Lia e Tiozo que saíram para dar som em balada logo pós a Trifa compartilham esse troféu.

– Troféu Bebeto de comemoração mais marcante
Dancinhas da Thai. Foram tantas dancinhas que não conseguimos elencar uma só. Então apenas: parabéns, Thai!

– Troféu Ronaldinho Gaúcho de jogadora mais firuleira nos dibres
Ana Flávia Souza e Marina Borloti dividem esse troféu dos DIBRES.

– Troféu Kleberson de melhor reserva
Nathalia do Birrrlminghan, Ju Arreguy e Mariel do Toloca, Nati Lou e Gabi Bustamante levam juntas essa homenagem

– Troféu Maradona de gol mais bonito
O troféu fica dividido entre o gol da Aline, do Toloca, de fora da área e o gol de cobertura da Emi. Parabéns para as duas!

– Troféu Valbuena de Melhor Baixinha
As baixinhas Nayara Souza – Toloca e Rita Moraes – Vancouver dividem esse troféu!

– Troféu Peter Crouch de melhor alta
Hellen e Marcinha levam juntas esse Troféu! Parabéns, meninas!

– Troféu Taffareeeeeel de melhor goleira
Pelo conjunto da obra e o título, Mari do Toloca leva esse troféu. Menção honrosa pra Carla que jogou muito doente e mesmo assim fechou o gol.

– Troféu Robben de melhor queda em campo
Melissa por todas as quedas relatadas pelas capitãs, leva mais um troféu Robben

– Troféu Gamarra de melhor zagueira
Anna Carol do Carreta Furacão e Carol Costa do Toloca dividem esse prêmio da zaga!

– Troféu Dani Alves de jogadora mais hipster
Pelo óculos e pelo estilo, Gabi Bustamente do Topttenham levou o tão cobiçado Troféu Dani Alves de mais hipster

– Troféu Van Persie de gols de cabeça
Thai, do Deportivo Foracuña que marcou belos gols de cabeça! E menção honrosa pra Camila Barotti que marco seu primeiro de cabeça na Trifon!

 

TROFÉUS DESBLOQUEADOS NESSA EDIÇÃO
– Troféu LEICESTER de time que desencantou e foi campeão
Parabéns a todas as meninas do TOLOCA pelo conjunto da obra. De alguns últimos lugares amargados por várias jogadoras ao primeiro título do time da capitã Nayara Perone, a vitória do Toloca foi na base da superação e persistência. E claro, com toda mandinga possível. De bigodes a piñatas, tudo conspirou a favor. Parabéns!

-Troféu Marlon de jogador que esquece de ir jogar
Assim como o Barça já teve um jogador que esqueceu o passaporte e não conseguiu ir jogar, nessa edição o Deportivo Foracuña jogou meio tempo com uma a menos porque simplesmente não notou que uma das jogadoras estava dando “entrevista” no microfone do evento.

Para quem estava ansiosa e já havia até desistido dos outros troféus, taí. Mais uma vez, desculpem pelo atraso. E fora todas!