O maravilhoso regulamento da Copa Lily Parr versão outubro/2016 está no ar. Vocês podem consultar suas dúvidas em relação as regras aqui. E podem baixar o PDF clicando aqui para imprimir também. Leiam para não ficarem com dúvidas no dia da Copa.

Todos os jogos terão 10 minutos, exceto a final, que terá dois tempos de 10 minutos. São dois grupos de 5 times, totalizando 10 times.

O campeonato terá fase de grupos e mata-mata. Será disputado da seguinte maneira: os times se enfrentam dentro de seus respectivos grupos e da primeira fase sairão 4 times de cada grupo.

Fase mata-mata: Os 8 times da fase de grupos irão para as quartas-de-final, os vencedores vão para as semi-finais e os vencedores da semi vão para as finais.

Terceiro lugar: Os perdedores da semi-final disputarão o terceiro lugar, o famoso Troféu Cenoura e Bronze.

Troféu Socorror: Os times que ficarem em último lugar de cada grupo se enfrentarão para disputar o Troféu Socorror. Esse, obviamente, ganho pelo time que perder o jogo.

Em caso de empate na fase mata-mata o jogo irá para a disputa de pênaltis alternados. Exceto na final, onde serão 3 pênaltis de cada lado e depois alternados.

Critérios de desempate
Pontos, vitórias, saldo de gols, gols pró e cartões, nesta ordem. Em caso de empate total, pênaltis alternados.

Escalações das equipes
No feminino, são seis na linha, uma goleira e três reservas. No mais, fique atento às diretrizes disciplinares. Se possível, imprima e cole na cabeceira para não esquecer. E se você é um dos árbitros/árbitras, estude as poucas regras do certame.

Regras básicas
A- Laterais e escanteios devem ser cobrados com as mãos. Caso sejam cobrados com os pés, será anotada reversão.

B- Qualquer recuo com os pés em que o goleiro use as mãos, será marcado tiro livre indireto. É permitido em toques de cabeça e lançamentos de lateral.

B1 – Em caso de saída de bola, paralisação por defesa ou tiro de meta, a reposição só poderá ser feita pela goleira e utilizando as mãos. A bola pode ser lançada para qualquer área do campo, inclusive após a linha central.

B2 – O gol de goleira só será validado nos seguintes casos:

a) quando a goleira bater falta ou pênalti

b) após a goleira receber o passe de alguma companheira de time (recuo) ou interceptar a adversária com o pé.

C- As substituições são ilimitadas.

C2 – Substituições precisam ser feitas com a bola parada, e o árbitro deve ser comunicado antes da alteração.

C2.1 – A jogadora substituída precisa sair completamente de quadra para que a nova jogadora entre em seu lugar. Em caso da substituta e a substituída se encontrem em campo ao mesmo tempo, nenhuma jogada será considerada válida.

C3 – Se um time sofrer desfalques que o impeçam de entrar em quadra completo, o time poderá optar por jogar incompleto ou não jogar, dando WO.

C3.1 – Em caso do time incompleto decida jogar, o time adversário pode optar pelo caráter amistoso do torneio e deslocar uma de suas jogadoras para o banco de reservas, para que haja um equilíbrio.

C3.2 – Não será permitida a entrada de jogadoras novas nos times da Copa Lily Parr no dia do campeonato, mesmo em caso de desfalques no time.

C4 – Em caso de lesão da goleira, o time pode deslocar alguém da linha para o gol.

C5 – Se houver mudança de posição, ela deverá ser definitiva. Apenas em caso de retorno da goleira original, a deslocada pode retornar para a linha.

C6- A goleira não poderá atuar como jogadora de linha. Mesmo em caso de lesão que a permita jogar como linha, não será permitido tal alteração.

D – Os cartões ficam a critério dos árbitros. Dois cartões amarelos resultam em um jogo de punição, um vermelho também, para os dois campeonatos. [Atenção: o cartão vermelho resulta na retirada da jogadora da partida, sem substituição] Condutas anti-desportivas serão analisadas e julgadas pela comissão arbitral e capitãs logo após o término da partida. Lembrando sempre que a expulsão do campeonato pode ser aplicada, dependendo do caso.

E – Bola na rede do teto resulta em lateral.

F – A saída de bola não pode ser um chute direto. Precisa ser um passe para frente.

G – A distância da barreira em faltas deve ser de 4 passos no masculino e 5 no feminino.

H – Pênaltis alternados na decisão do mata-mata e 3o lugar, três cobranças e alternadas nas finais.

I – Mesários e árbitros podem, a qualquer momento, checar a lista de jogadores e pedir a comprovação da identidade dos atletas inscritos, a fim de evitar que pessoas que não estavam na lista entrem para jogar.

J – Situações não previstas no regulamento deverão ser discutidas pelo juiz com as capitãs — ainda que durante o jogo — a fim de serem tomadas as decisões mais justas possíveis.

J2 – O voto conjunto das capitãs determinará a decisão final sobre qualquer assunto não previsto no regulamento, sem quaisquer intervenções de jogadores extra Copa Lily Parr. Somente as capitãs poderão votar em assuntos não previstos.